s1
s2
s3
s4
s5
s6
s7
s8
s9
s10
s11

Lição 1: Implantação da República em Guimarães

header

Índice



Introdução

"As situações de ruptura, tantas vezes anunciadas e resultantes de múltiplas variáveis que lhes estão na origem, quando finalmente acontecem, provocam sentimentos e manifestações excepcionais e contraditórios. Consequências que vão desde a agitação, a ansiedade, o medo, a incerteza, a perturbação, a instabilidade, a angústia, a dor, a tensão, mas, e ao mesmo tempo, oportunidades únicas de regeneração, de redenção, de superação do momento presente, de expurgo, de esperança, de recriação e reinvenção.

Também nos quase novecentos anos da nossa História há tempos de incerteza e instabilidade, mas talvez poucos desses momentos se revistam da excepcionalidade que o 5 de Outubro e o 25 de Abril significaram para Portugal e para os Portugueses.

(…) Guimarães não foi o cenário do acontecimento, mas sofreu as consequências e soube criar oportunidades de desenvolvimento, de reconfiguração da malha urbana, de lançamento de projectos. Criaram-se oportunidades de regeneração urbana, de esperança num desenvolvimento assente num novo paradigma, de recriação e reinvenção do espaço público. Novos sonhos e anseios ganharam asas e alguns ganharam forma. Novos protagonistas surgiram, imbuídos de entusiasmo e de capacidade inventiva. Novos lideres, animados de vontades, de sonhos, de paixão e de empenho abraçaram o tempo novo e animaram a “res publica” de Guimarães, em Guimarães (…)
".
FRANCISCA ABREU

Ata da Proclamação da República

No dia 8 de outubro de 1910, por volta do meio-dia, na "Casa da Câmara Municipal", foi proclamada a República Portuguesa.

ata_10-16-2-1
Título: [Ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães].
Data(s): 12 de Outubro, 1910.
Dimensão: 2 f. (36 x 22 cm).
Âmbito e Conteúdo: Proclamação da República Portuguesa em Guimarães.
Cota: AMAP-10-16-2-1-f.103v - 104 (AMAP-M-1877).


Relato da Proclamação da República

"Saíram desta cidade em direcção a Braga os grandes heróis da Proclamação da República, pelas 3 horas da tarde do dia 6 de Outubro e chegaram a esta cidade 9 horas da noite, em automóveis, empunhando Bandeiras Verde e Vermelha, símbolo cor da República. Estes cavalheiros eram o Veterinário da Câmara, um Beltrão e um José Teixeira de Abreu Carvalho, guardasoleiro (sic), Avelino de Faria, Mariano Rocha Felgueiras, Doutor Eduardo Almeida Júnior Guimarães. O Snr. Doutor Eduardo Almeida, da varanda do Senhor José Maria de Souto, discursou ao Povo, que estava proclamada a República em Portugal, ao que os republicanos responderam com muitos Vivas e palmas. Depois seguiram pelas ruas da cidade dando vivas à República, com archotes e bandeiras. E diziam-se que iam às casas dos Padres de Santa Luzia, mas prevenidas as autoridades, estas, mandaram para lá uma força de Infantaria 20 para não os incomodar, tanto a estes como o Seminário e às Doroteias(..)".
José Joaquim dos Alves, 1910

O 5 de outubro na imprensa vimaranense

rc1rc2rc4rc3
Notícias de Guimarães
6 de outubro, 1910
Comércio de Guimarães
11 de outubro, 1910
O Regenerador
14 de outubro, 1910


Tomada de posse da Comissão Municipal Republicana de Guimarães

No dia 26 de outubro tomou posse a Comissão Municipal Republicana de Guimarães, tendo como membros efetivos os seguintes cidadãos: António Teixeira Abreu, Presidente, Mariano da Rocha Felgueiras, Manuel Ferreira Guimarães, Júlio António Cardoso, Manuel Caetano Martins, José Ribeiro de Freitas e José Rodrigues da Silva, como vogais.

ata_10-16-2-1
ata_10-16-2-1
Título: [Acta da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães].
Data(s): 1910 Outubro 26
Dimensão: 2 f.(36 x 22 cm).
Âmbito e Conteúdo: Tomada de posse da Comissão Republicana de Guimarães.
Cota: AMAP-10-16-2-1-f.105v - 106v (AMAP-M-1877).

Foram ainda empossados como Vereadores substitutos, e em alguns casos exerceram mandatos: Avelino Guimarães (nomeado pouco tempo depois Chefe dos Impostos), António Barbosa Abreu Guimarães (Ajudante de Notário), Florêncio Lage, José Mendes Ribeiro Guimarães (Industrial de Pevidém), Joaquim Salgado, Vitorino Simões Sampaio (Proprietário de S. Paio de Vizela) e Clemente Dias Pereira (Proprietário de Guardizela).


Foto da Primeira Comissão Municipal Republicana

A primeira Comissão Administrativa Municipal da República, em Guimarães, empossada, a 26 de Outubro, pelo Abade de Tagilde, Padre João Gomes de Oliveira Guimarães, Presidente da Câmara do regime extinto, teve a seguinte composição:

ata_10-16-2-1
(Para ler as biografias clique na fotografia)
Da esquerda para a direita: José de Ribeiro de Freitas (Vogal), José Rodrigues (Vogal), Leite da Silva (Vogal), Mariano Felgueiras (Vice-Presidente), José Pinto Teixeira de Abreu (Presidente), Manuel Ferreira Guimarães (Vogal), Júlio António Cardoso (Vogal) e Manuel Caetano Martins (Vogal).


Teste o seu conhecimento

- Em que dia foi proclamada a república em Guimarães?
- Qual a reação da Câmara monárquica ao tomar conhecimento da implantação da República?
- Quem foi o último Presidente da Câmara do regime extinto?
- Que individualidades formaram a primeira Comissão Administrativa?

topo