s1
s2
s3
s4
s5
s6
s7
s8
s9
s10
s11

Lição 2: Libertação de Portugal da dependência política de Leão

header

Índice



Libertação de Portugal da dependência política de Leão

bula_papalData de 1140 o primeiro diploma em que D. Afonso Henriques se intitula rei, título reconhecido por Afonso VII no Tratado de Zamora de 5 de Outubro de 1143. No entanto, Portugal, embora “promovido” de condado a reino, continuava incorporado no Império Leonês e o Rei de Portugal permanecia vassalo do Imperador de Leão. Perante isto, D. Afonso Henriques define como objetivo a libertação de Portugal da dependência política de Leão, que apenas podia ser atingido num plano internacional, o das relações com a Santa Sé.
Em 13 de Dezembro de 1143, D. Afonso Henriques decidiu enfeudar o Reino de Portugal à Santa Sé - carta Claves Regni. Nesta carta, pede ao Papa proteção contra a intervenção, na terra portuguesa, do “poder de qualquer senhorio eclesiástico ou secular”.
O Papa Lúcio II, na breve carta Devotionem Tuam, em 01 de Maio de 1144, aceita a homenagem e encomendações feitas à Santa Sé. No entanto, continua a chamar a Portugal de terra e não reino e refere-se a D. Afonso Henriques de ilustre duque Portucalense.
O reconhecimento da independência portuguesa, total e explícita, veio acontecer com a Bula Manifestis Probatum, do Papa Alexandre III, em 23 de Maio de 1179.


“Claves Regni” de D. Afonso Henriques

D. Afonso Henriques enfeuda o Reino de Portugal à Santa Sé.

clavesregni
Título: [Carta – “Claves Regni” - de D. Afonso Henriques].
Data(s): 13 de dezembro, 1143.
Dimensão e Suporte: 1 doc. (80x152 mm); perg.
Idioma: Latim.
Código de Referência: PT/ADB/DIO/GAVARCAZ/GAVNOTV-2.
Cota: Arcaz – Gaveta das Notícias Várias – Doc.2.
Universidade do Minho - Arquivo Distrital de Braga
© UM - ADB.
Transcrição do documento


Traslado da Bula “Devotionem tuam” do Papa Lúcio II

A bula “Devotionen tuam”, data de 01 de Maio de 1144. O Papa Lúcio II aceita a homenagem e encomendações feitas à Santa Sé por D. Afonso Henriques. Este traslado pertence à coleção “Rerum Lusitanicarum” feita em Roma sob orientação de Manuel Pereira Sampaio no tempo de D. João V.

bula1
bula2
Título: [Traslado da Bula “Devotionem tuam” do Papa Lúcio II].
Data(s): Século XVIII.
Idioma: Latim.
Cota: BA-46-XI-4, Vol. LI, p. 29-31.
© Biblioteca Nacional de Portugal – Biblioteca da Ajuda.
Transcrição do documento


Bula “Manifestis probatum”

Bula “Manifestis probatum”do papa Alexandre III. Reconhecimento, total e explícito, da independência do Reino de Portugal. Selo do Papa Alexandre III, idêntico ao original que autenticava a Bula.

bula2
Titulo: [Bula “Manifestis probatum”].
Data(s): 23 de maio, 1179.
Idioma: Latim.
Transcrição do documento

Código de Referência: PT/TT/BUL/16/20.
"Imagem cedida pelo ANTT"
http://digitarq.arquivos.pt/details?id=3908043


Teste o seu conhecimento

- No Tratado de Zamora, D. Afonso VII reconhece D. Afonso Henriques como príncipe ou rei?
- O que pretende D. Afonso Henriques com a carta “Claves Regni”?
- O Papa Lúcio II reconheceu Portugal como um reino independente e Afonso Henriques como rei?
- Qual o nome da bula que reconhece a independência, total e explicita, de Portugal?

topo