s1
s2
s3
s4
s5
s6
s7
s8
s9
s10
s11

Reguengo de Guimarães

Título: Reguengo de Guimarães
Datas extremas: 1612 / 1828
Dimensão: 116 livros e 1 maço de documentos
Nível de descrição: arquivo.
Nome produtor: Reguengo de Guimarães

História institucional
O Reguengo de Guimarães pertencia, originalmente, ao duque espanhol, o duque de Hijai, que o perdeu em consequência da aclamação El Rei D. João IV, este, em 14 de Setembro de 1643, doou todas as suas terras, foros, prestações, à Rainha D. Luísa de Gusmão, ficando, assim incorporado no chamado Reguengo da Casa das Rainhas.
Aquando das reformas do governo da Rainha Dª Maria II, não só foi extinta a Casa das Rainhas, mas, publicado o decreto de 13 de Agosto de 1832 extinguiram-se, também todas as doações régias e os foros impostos nas mesmas doações: Com a lei de 22 de Junho de 1846, revisão do primeiro, deu-se continuidade àquela extinção.

História custodial e arquivística
constituído por livros de prazos, tombos e títulos diversos.

Âmbito do conteúdo
Desconhece-se a proveniência deste arquivo documental, possivelmente foi transferido com a documentação a Câmara Municipal de Guimarães.

Ingressos adicionais
Por se tratar de um arquivo desactivado não se prevê a entrada de novas unidades de instalação.

Condições de reprodução
A reprodução deverá ser solicitada por escrito, através de requerimento dirigido ao responsável da instituição. O seu deferimento encontra-se sujeito a algumas restrições tendo em conta o seu estado de conservação ou o fim a que se destina a reprodução.

Condições de acesso
Comunicável, salvo os originais em mau estado de conservação.

Descrição do estado de conservação
No geral o arquivo está em bom estado de conservação, salvo alguns livros que estão danificados devido à humidade e ao mau manuseamento dos livros.

Instrumentos de descrição
Inventário e catálogo disponível em formato papel e electrónico.
topo